Publicado por: institutovialux | 08/04/2014

PALAVRAS – COMO USÁ-LAS BEM, NA COMUNICAÇÃO


Os nossos mestres da PNL, Bandler e Grinder, através de estudos e pesquisas, que deram origem à PNL, descobriram muitas coisas novas, entre as quais, certa semelhança entre o cérebro e o computador. A semelhança entre eles é que ambos são acionados por comandos.

As palavras são comandos, logo, assim como o computador, o cérebro reage aos comandos literalmente, executando a palavra no seu significado intrínseco.

Portanto, cuidado com as palavras que você usa! Seu cérebro vai interpretar o significado original e conhecido da palavra.

Será que dificuldades existem mesmo, ou nos é que, inadvertidamente fazemos acontecer, utilizando comandos trocados? É um caso pra se pensar!

Se temos o poder de comandar, conscientemente o nosso cérebro, vamos fazer isso direcionando os comandos para aquilo que queremos, isto é, positivando o comando e afirmando.

O cérebro tem algumas características interessantes e entre elas está:

– Trabalha em positivo e

– Não executa comandos negativos, porque não os entende. 

Processa a palavra no seu sentido literal, sem julgamento. Sem considerar se aquilo é bom ou ruim pra você. Por exemplo:  se você disser que aprender inglês é difícil, você não vai aprender, porque você afirmou essa dificuldade.

Existem várias palavras que usamos sem perceber qual é o comando.

Exemplos de palavras a serem observadas: difícil, impossível, complicado, luta, batalha, adjetivos ou frases negativas, como: sou uma droga; não sirvo pra nada; não tenho sorte; isso não vai dar certo. Etc.

Minha sugestão de hoje é que você preste atenção nas palavras e nas frases que está usando. Analise se essa é uma maneira clara de comunicação com o seu cérebro, da forma como vimos aqui.

Se não for, mude a maneira de se expressar, quer seja com os outros ou consigo mesmo, pois o cérebro dos outros também registram comandos como os nossos.

Outro dia minha prima me ofereceu um café de máquina e pediu para eu escolher o sabor. Eu disse: Ah! Não gosto de café puro. Pode ser qualquer outro.  Adivinhem qual ela me trouxe? Café puro, claro!

Madalena Junqueira – PNL, Coaching e Hipnose – institutovialux@gmail.com
Visite nosso site: http://www.institutovialux.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: