Publicado por: institutovialux | 11/06/2013

PAIXÃO – QUEM NUNCA TEVE UMA?


     A paixão, quando é correspondida, é hipnótica e extasiante. Leva os apaixonados ao céu. Vivem momentos intensos, cujo único foco e objetivo é desfrutar um do outro, de sua presença, das horas, minutos e segundos que permanecem juntos. De uma maneira insaciável! Em nome da paixão são feitas grandes loucuras, desatinos, insanidades e aquilo que é chamado de “falta de juízo”. As pessoas são capazes até de cometerem atrocidades com o intuito de agradar o outro.

     Quando a paixão não é correspondida, ou quando acontece um rompimento do romance durante a paixão, aí a coisa muda. Descobre-se o chamado fundo do poço, o inferno, de onde parece que nunca mais conseguirão sair. Transforma-se em pensamentos repetitivos, uma neurose, uma verdadeira obsessão.

     A paixão é algo que acontece na vida das pessoas pelo menos uma vez. Digo pelo menos uma vez porque ela pode acontecer inúmeras vezes ao longo de nossa existência.

     A paixão é uma ilusão. Não tem lógica, razão, nem racionalidade. Ela apenas existe, e toma conta do apaixonado, que fica aprisionado, refém do outro, sem saída. Ela surge de uma necessidade da pessoa de se sentir preenchida naquelas áreas de sua vida onde existem falhas e faltas. Onde existe uma carência de afeto, de atenção, de companheirismo, de amor, de toque, de prazer, de lazer, de outra pessoa, enfim.

     A pessoa apaixonada costuma buscar no outro a realização dessas suas carências, o preenchimento de suas lacunas, sem se dar conta que o outro é apenas ele mesmo. O outro não tem necessariamente, todas aquelas qualidades que lhe são atribuídas pelo apaixonado. É essa a grande ilusão.

     Dizem que a paixão tem prazo de validade. Alguns dizem que é de 3 meses, outros dizem ser de aproximadamente 2 anos. Seja qual for o tempo que dure, certamente ela deixará marcas perenes na história do apaixonado.

     A grande vantagem é que ela irá se dissipando aos poucos, diminuindo gradativamente sua intensidade, até chegar um momento em que a pessoa, antes apaixonada, será capaz de dizer: -“ Como é que eu pude me interessar e gostar dessa pessoa? Não tem nada a ver comigo!

     Aí, então, você estará curado!!!

     Madalena Junqueira – Coaching e PNL– madjl@uol.com.br

     Visite nosso site: www.institutovialux.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: